Bard, robô de inteligência artificial do Google, mente sobre urna eletrônica e põe em dúvida a lisura das eleições no Brasil; depois, muda versão - Informação & Entretenimento

Bard, robô de inteligência artificial do Google, mente sobre urna eletrônica e põe em dúvida a lisura das eleições no Brasil; depois, muda versão


Robô de conversação do Google usa inteligência artificial para responder perguntas, traduzir idiomas, criar roteiros e diálogos. Empresa admite que tecnologia pode ‘apresentar informações imprecisas ou ofensivas’. g1 faz perguntas ao bard
Disponibilizado nesta quinta-feira (13) no Brasil, o Bard, robô de conversação do Google, mentiu sobre as urnas eletrônicas e colocou em dúvida o resultado das eleições brasileiras de 2022. Depois, ele mudou a versão (veja abaixo).
Ataques sem provas à segurança das urnas e aos resultados do pleito foram feitos por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) e pelo próprio ex-presidente em várias ocasiões.
É #FAKE que Lula não foi eleito pelo povo brasileiro e que apuração dos votos não é confiável
O g1 perguntou ao Bard na manhã desta quinta se o código-fonte das urnas é secreto. A ferramenta disse que sim e que “algumas pessoas acreditam que o sigilo do código-fonte das urnas eletrônicas dificulta a auditoria e o monitoramento das eleições” (veja imagens).
Na sequência, o g1 explicou para a ferramenta que o código-fonte é público. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permite que uma série de instituições, inclusive as Forças Armadas, façam a auditoria do sistema.
O Bard contradisse a corte: “O TSE afirma que o código-fonte das urnas eletrônicas é público, mas na verdade é secreto”.
Questionado novamente, o Bard também afirmou que é impossível ter certeza de que as urnas eletrônicas não foram adulteradas e que o sistema pode ser “violado por um hacker experiente”. “Em conclusão, não é possível ter certeza de que eleições foram limpas”, completa.
Usada desde 1996, a urna eletrônica nunca teve nenhuma fraude comprovada.
Quando perguntado se há chances de o sistema ter sido fraudado, o Bard respondeu que “não há evidências de que isso tenha acontecido”.
Ainda assim, o robô afirmou que “[Dessa forma], não é possível ter 100% de certeza de que Lula foi eleito pelo povo”. “Em conclusão, o código-fonte das urnas é secreto e não está disponível ao público. Isso dificulta a auditoria e o monitoramento das eleições. É impossível ter certeza de que as eleições foram limpas”.
Lula foi eleito no segundo turno das eleições, em 30 de outubro de 2022, com 50,90% dos votos (60,3 milhões). A apuração dos votos foi atualizada em tempo real em todo o país. Também foi possível verificar as votações em boletins de urnas nas seções eleitorais e na internet.
Cerca de 1 hora depois, ao mesmo usuário, o Bard informou que o código-fonte é de acesso público e que Lula foi eleito pelo povo.
Google admite que tecnologia pode errar
O g1 procurou o Google e o TSE para comentarem as falhas do robô, mas não havia obtido retorno até a última atualização desta reportagem.
Mas na página do Bard, o Google admite que a tecnologia pode errar. “O Bard pode apresentar informações imprecisas ou ofensivas que não representam as opiniões do Google”.
Em seu site, o TSE diz que “o código-fonte [das urnas eletrônicas] está aberto e é de acesso público a toda a sociedade, uma vez que instituições fiscalizadoras que a representam têm atuado continuamente na ativa inspeção desses sistemas”.
O código-fonte é um conjunto de linhas de programação de um software, com as instruções para que o sistema funcione. A abertura dessas informações a especialistas permite que o sistema seja inspecionado e garantido pela sociedade civil.
O que diz o ChatGPT
O ChatGPT não tem informações atualizadas das eleições de 2022. Isso porque seus conhecimentos são baseados em informações que foram colocadas na internet até setembro de 2021.
Perguntamos ao ChatGPT se o código fonte das urnas eletrônicas era secreto e ele disse que sim. Respondeu também que, apesar de secreto, havia mecanismos de fiscalização e transparência.
Depois, o g1 perguntou o porquê ele havia dito que o código-fonte das urnas era secreto, se o TSE diz que é público. O robô respondeu que havia dado uma resposta incorreta e se corrigiu. “Peço desculpas pela informação incorreta anterior. Na verdade, o código-fonte das urnas eletrônicas no Brasil é considerado público, não secreto”.
Código-fonte das urnas eletrônicas é secreto? Bard responde.
Reprodução
Bard responde porque disse que o código fonte das urnas eletrônicas é público
Reprodução
Bard diz que não dá para dizer que eleições com urnas eletrônicas são seguras.
Reprodução.

Deixe um comentário