Bard, o 'ChatGPT do Google', vai se integrar com Gmail, Docs e outros; entenda como vai funcionar

Bard, o 'ChatGPT do Google', vai se integrar com Gmail, Docs e outros; entenda como vai funcionar


Usuários poderão permitir que robô gere respostas a partir de informações em e-mails e arquivos. Novidade será liberada primeiro na versão em inglês e chegará para todos no futuro. Bard pode se integrar com outros serviços do Google, como Gmail, Docs e Drive
Divulgação/Google
O Bard, que funciona como o “ChatGPT do Google”, ganhou uma integração com outros serviços da empresa, como Gmail, Docs e Drive. A atualização será liberada primeiro para a versão em inglês e chegará para todos em uma segunda etapa.
A novidade faz parte de um pacote de recursos que estão sendo liberados junto com atualizações no PaLM 2, o modelo de linguagem usado pelo Bard. Segundo o Google, o padrão é o mais inteligente já criado pela empresa.
Estas são as novidades anunciadas pelo Google para o Bard.
📧 Extensões (apenas em inglês): se receber autorização do usuário, o robô vai criar respostas baseadas em informações salvas em contas de Gmail, Docs e Drive, além de dados de YouTube, Maps e Google Viagens;
✅ Respostas verificadas (apenas em inglês): quando o botão do Google é selecionado, o robô checa a última mensagem que escreveu para analisar se o conteúdo pode ser baseado em informações na internet – se sim, a ferramenta mostra os links que validam sua afirmação;
💬 Conversas compartilhadas: é possível compartilhar uma conversa para que outras pessoas continuem a interação a partir daquele ponto – o robô entende o contexto a partir do histórico;
🖼️ Opções de mudar o estilo da resposta, além de incluir imagens em perguntas e respostas, estavam disponíveis apenas em inglês e, agora, chegam para todos os usuários.
Bard permite compartilhar conversas para outras pessoas continuarem a interação
Divulgação/Google
Extensões do Bard
A possibilidade de usar o Bard para criar respostas a partir de outros serviços do Google é a principal novidade desta atualização. Batizado de Extensões, o recurso consegue reunir informações de vários lugares em um só espaço.
As extensões de Maps, YouTube e Google Viagens usam dados públicos e, por isso, são ativadas por padrão. Já as extensões de Gmail, Docs e Drive utilizam dados particulares e precisarão da permissão dos usuários para serem executadas. É possível desativar todas elas a qualquer momento.
Com as extensões, usuários poderão usar o Bard para perguntar, por exemplo, quais datas aparecem no e-mail sobre uma viagem, quais são os hotéis disponíveis nesse período e quanto tempo leva o trajeto para o aeroporto.
O Google afirma que as informações analisadas pelo robô no Gmail, no Docs e no Drive não serão acessadas por outras pessoas, não servirão para fins publicitários, nem serão usadas para treinar o modelo de inteligência artificial.
Conheça as lives de NPC, que fazem tiktoker lucrarem em poucos minutos
Respostas verificadas
O Google admite que modelos de inteligência artificial podem mostrar informações imprecisas. Esse tipo de falha, também conhecido como “alucinação”, faz os robôs gerarem respostas que parecem verdadeiras, mas são incorretas ou tendenciosas.
Para tentar corrigir esse problema, a empresa adotou uma espécie de dupla checagem. Os usuários poderão clicar no ícone do Google que será exibido junto à resposta para verificar se a internet tem algo que possa validar uma frase.
“Sempre que uma afirmação da IA puder ser avaliada, você verá essa informação destacada na resposta do Bard, e poderá clicar ali para obter mais informações”, afirma a empresa.
“É importante deixar claro que os links fornecidos são de conteúdo encontrado pela Busca, e isso não significa que essas fontes tenham ajudado a compor a resposta inicial do Bard”.
LEIA TAMBÉM:
iPhone 14 tem até R$ 2.800 de desconto; veja quanto sai cada versão
Meme da marmota tem milhões de visualizações e faz brasileiros lucrarem
Como criar um pôster de contato no iPhone, recurso que mostra a sua foto em ligações
Bard pode verificar respostas para evitar ‘alucinações’ de sua inteligência artificial
Divulgação/Google
Bard, o ‘ChatGPT do Google’, é lançado no Brasil

douglasc

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *