Zé Felipe, que saiu da escola aos 14, polemiza ao criticar livros didáticos - Informação & Entretenimento

Zé Felipe, que saiu da escola aos 14, polemiza ao criticar livros didáticos

No mundo das celebridades da internet, cada momento familiar ganha um destaque especial, especialmente quando envolve os pequenos. Foi o que aconteceu nesta terça-feira (27), quando Virgínia Fonseca decidiu dividir com seus seguidores um marco na vida de sua filha de 02 anos, Maria Alice, com o cantor Zé Felipe: o primeiro dia de aula.

  • Novo PlayStation®5 Slim + acessórios e games com o melhor preço do Brasil, frete grátis e entrega super rápida? Só pode ser clicando aqui!

O evento, carregado de emoção, foi descrito pela influenciadora digital com uma mistura de sentimentos.

Deixamos Maria na escola, mas ainda não fizemos o download dessa informação. Ela não chorou, entrou na sala, interagiu com a professora, interagiu com os amiguinhos, mas não quis ficar, ficou mais rodando na escola, declarou Virgínia para seus mais de 46 milhões de seguidores, mostrando a naturalidade e a curiosidade da pequena em seu novo ambiente.

Contudo, a colunista Fábia Oliveira trouxe à tona uma história paralela que capturou a atenção de muitos.

Segundo supostas fontes exclusivas, a chegada de Maria Alice à escola não foi nada menos que um espetáculo, marcado pela presença de uma equipe de segurança que cercava a menina, causando um verdadeiro alvoroço entre os presentes.

Os profissionais, inclusive, iam pedindo passagem para que a criança pudesse andar.

Este cenário inesperado gerou reações diversas entre os outros pais, que, entre risadas e olhares de surpresa, comentaram o ocorrido de maneira discreta, porém notável.

Foi constrangedor, eu nunca vi algo parecido“, revelou a tal fonte, evidenciando o quão incomum foi a situação.

A discussão sobre a educação infantil ganhou ainda mais força na véspera, quando um vídeo de Virgínia e Zé Felipe expressando opiniões divergentes sobre a entrada de Maria Alice na creche se tornou viral.

Zé Felipe, filho do cantor Leonardo, chegou a sugerir que a filha poderia esperar até os 5 anos para iniciar sua jornada educacional, um ponto que gerou debates calorosos nas redes sociais.

Virgínia Fonseca explica seguranças

A respeito dos seguranças, Virgínia Fonseca fez questão de se pronunciar, dizendo que contratou dois profissionais, pois teme pela segurança da filha.

“Primeiro dia de aula não!! Todos os dias até ela parar de estudar (Maria Flor e José Leonardo entram nisso também). E são 2 seguranças! Um dentro da escola e um do lado de fora… e se reclamarem, pego mais um para fazer a ronda no quarteirão!! Segurança nunca é demais e nós aqui gastamos o que for preciso para a segurança dos nossos filhos!!”, apontou ela.

O mundo é cruel e eu que não pago para ver. Obs: se isso for real, eu pensei que as picuinhas de pais demoravam um pouco mais viu”, acrescentou Virgínia, ainda.

Foto: Reprodução/Instagram

Deixe um comentário